Loading Logo

Gestão de Negócios

Estoque de segurança: o que é e como fazer?

Publicado em 12/07/2017 às 13:50

Compartilhe:
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

Você acredita que sua empresa está fazendo uma boa gestão de estoque, mas nunca ouviu falar de estoque de segurança antes? Então, com certeza, há algo errado no seu negócio. Uma boa gestão de estoque é importantíssima para a saúde da operação de qualquer empresa e o estoque de segurança é fundamental para isso.

Engana-se quem acredita que apenas as empresas varejistas precisam ter atenção quanto ao seu estoque. Por exemplo, indústrias precisam estocar matéria-prima ou há o risco de interrupção da produção. Lojas virtuais precisam estar preparadas para picos de vendas, principalmente em datas especiais. Prestadores de Serviço precisam ter os insumos necessários para à prestação de seus serviços. Atacadistas e Distribuidores então…

Quer garantir o sucesso da sua empresa? Então continue lendo este post e aprenda o que é e como calcular um estoque de segurança para o seu negócio.

Mas afinal, o que é estoque de segurança?

Há sinais claros de problemas no estoque de qualquer empresa: quando produtos faltam ou sobram em demasia. O estoque de segurança, também conhecido como estoque mínimo, estoque de reserva, estoque de proteção, estoque de amortecimento ou buffer stocks, combate justamente a primeira situação. Vamos ao conceito:

Estoque de segurança é a quantidade mínima de certos produtos que são mantidos em estoque para impedir que vendas sejam perdidas por falta de mercadorias. A ideia é não usar esse estoque e sim usá-lo como uma espécie de seguro para sua operação.

Com um bom estoque de segurança é possível prever ou contornar situações que comprometeriam sua operação, como atrasos na entrega, uma demanda fora do comum ou mesmo problemas com fornecedores.

Geralmente se determina quais produtos sempre terão estoque de segurança baseado no comportamento de compra do público. Outro fator que influencia essa decisão, que é extremamente estratégica, é a relevância da mercadoria em questão dentro do mix de produtos da empresa.

No entanto, é preciso ter cuidado para que, ao evitar que falte produtos importantes no giro da empresa, acabe comprando mercadorias em excesso resultando em acúmulo de estoque. Lembre-se, produto parado no estoque é prejuízo. A empresa perde ao comprar um produto que não vende (o que compromete o fluxo de caixa), tem custos com armazenamento e muito mais!

A busca por equilíbrio sempre é complicada, e não seria diferente com o estoque de segurança de uma empresa. Ainda neste artigo vamos nos aprofundar em como chegar nesse número ideal, mas uma dica que podemos adiantar é que uma boa previsão da demanda é fundamental para um bom estoque de segurança.

Quais as vantagens de um estoque de segurança?

São inúmeras as vantagens de ter um estoque de segurança em sua empresa. Como por exemplo, com a melhoria da gestão e redução de gargalos, é possível destinar recursos para investir em áreas estratégicas para a empresa. Destacamos outras mais:

    • Melhoria da gestão de estoque;
    • Não perder vendas;
    • Impedir problemas no fluxo de produção;
    • Evitar gastos extras para garantir a entrega, como contratação de funcionários temporários ou taxas mais altas de transportadoras;
    • Custos de armazenagem reduzido;
  • Ter mais atenção se os produtos são perecíveis ou sazonais.

Primeiros passos para definir seu estoque de segurança

Como já comentamos, o estoque de segurança depende de informações de comportamento do seu público e manter um histórico de vendas detalhado vai te ajudar muito nessa missão. Com essas informações é possível fazer previsões do comportamento do público e adequar seu estoque para isso.

Outras dicas para definir seu estoque de segurança se aplicam a uma boa gestão de estoque. Reforçando:

Esquema de reposição – Negocie muito com seus fornecedores. Busque equilibrar preço dos produtos com o custo de estocagem. Muitas vezes, um prazo de pagamento diferenciado pode fazer toda a diferença nos resultados do seu negócio.

Qualidade do fornecedor – Para uma boa gestão de estoque, é preciso avaliar seus fornecedores além do quesito preço. Quanto tempo ele costuma gerar um pedido? E o tempo de entrega? Este fornecedor é flexível quanto a imprevistos?

Como calcular o estoque de segurança?

Existem alguns fatores que compõem o cálculo do estoque de segurança e afetam toda a sua logística. Antes de ver números, vamos entender os conceitos:

Previsão de demanda – Para chegar neste número é preciso levar em conta o tempo que os produtos demoram para chegar dos fornecedores e o quanto leva para eles serem vendidos. Conhecendo a demanda é possível determinar qual mercadoria precisa e qual não de estoque de segurança.

Lead Time (tempo de entrega) – Um dos conceitos mais importantes da logística, o Lead Time diz respeito ao tempo decorrido entre a chegada de um pedido efetuado por um cliente até que este pedido seja entregue. Se um produto em questão tem um tempo de entrega alto e que ainda varia muito, fazer um estoque de segurança pode ser fundamental para garantir a reputação da sua empresa frente aos clientes.

Nível de serviço – Esse fator fala sobre a relevância entre os produtos do seu mix, sendo calculado em um número percentual de 0 a 100. Quanto maior o nível de serviço desejado maior deve ser o estoque de segurança destinado a tal produto.

Entendendo esses conceitos, vamos à fórmula:

Estoque de Segurança = Demanda média (vendas) diária x tempo de entrega (em dias).

Agora um exemplo. Sua empresa vende cerca de 100 canetas por dia e o lead time é de 3 dias. Então o Estoque de Segurança é 100X3 = 300. Ou seja, você precisa ter no mínimo 300 canetas no seu estoque de segurança.

Conclusão

Viu como é fácil calcular o Estoque de Segurança? Mesmo o cálculo não sendo complicado pode ocorrer dificuldades quando sua empresa tiver de lidar com números maiores e mais complexos. O ideal é automatizar esse cálculo e fazer o acompanhamento que esse indicador merece.
A boa notícia é que há softwares de gestão que possuem dentro do seu leque de funcionalidades o cálculo do estoque de segurança. O que facilita ainda mais a gestão da sua empresa. O ERPFlex é uma dessas soluções e possui especialistas em gestão empresarial prontos para tirar suas dúvidas sobre gestão de estoque e muito mais.

Assine a Newsletter ERPFlex