Loading Logo

Gestão Varejista

Quais são os tipos de e-commerce que existem no mercado?

Publicado em 23/02/2019 às 10:35

Compartilhe:
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin

No último artigo, falamos sobre o que é  e-commerce, como funciona todo o seu processo, e como montar um comércio eletrônico para sua empresa. Agora, vamos saber quais são os tipos de e-commerce que existem no mercado, e como funciona cada um deles. Vamos lá?

tipos-de-e-commerce-o-que-e

O que é e-commerce?

E-commerce – ou comércio eletrônico – é o processo de compra e venda de produtos ou serviços através da Internet. Embora seja comum pensarmos que o e-commerce se resume apenas a lojas virtuais que vendem para o consumidor final, na realidade ele engloba muitos outros segmentos além deste.

Em sua empresa, é provável que você já faça transações comerciais com diferentes de tipos de público, fornecendo ou recebendo materiais de outras empresas, vendendo diretamente ao consumidor final, trabalhando para ou governo ou realizando parcerias com outras empresas a fim de vender os seus produtos ou serviços.

Todo esse cenário pode ser transferido à realidade do e-commerce, ou seja, é possível trabalhar com todos esses públicos em um ambiente virtual. Portanto, conhecer todos os tipos de e-commerce pode significar até mesmo uma oportunidade de negócio para quem pensa em ter um comércio eletrônico. Veja quais esses modelos!

Tipos de e-commerce

tipos-de-e-commerce-business-to-consumer

Business to Consumer (B2C)

No modelo B2C, a relação comercial é estabelecida entre a empresa (business) e o cliente (consumer). Este é o tipo mais comum de e-commerce, um formato que envolve a venda direta ao consumidor. A empresa vende seus produtos ou serviços online para o cliente final. Através do e-commerce B2C, é possível que sua empresa possa aumentar as vendas para o varejo e estabelecer um relacionamento entre a marca e o consumidor, com o objetivo de fidelizar o cliente.

Exemplos de Business to Consumer são: Americanas.com, Submarino e Amazon.com.

Business to Business (B2B)

Este modelo é baseado na relação de negócios entre empresas, como venda somente no atacado. Não existe a interação com cliente como pessoa física, e normalmente é feito entre fabricantes e lojas.

No formato Business to Business, o comércio realizado entre duas empresas ocorre, por exemplo, quando uma empresa comercializa os produtos para outra empresa ou recebe os produtos de algum fornecedor. Grande parte das transações que ocorrem no comércio eletrônico são B2B.

O Business to Business também é conhecido por Electronic Data Interchange (EDI). Quando o B2B é transferido para o e-commerce, apresenta-se como uma possibilidade de expansão de negócios, pois a empresa passa a comercializar os seus produtos com todas as empresas do Brasil. Nesse caso, é claro, deve haver infraestrutura e logística adequada para a distribuição dos produtos, e uma cadeia de suprimentos bem organizada.

tipos-de-e-commerce-modelos

Consumer to Consumer (C2C)

Este tipo de comércio eletrônico consiste na negociação entre duas pessoas físicas. Geralmente, é estabelecida através de um intermediador, como por exemplo, os sites de leilão de produtos e afins.  O C2C pode ser exemplificado pelas trocas comerciais que ocorrem no portal do Mercado Livre, por exemplo, onde pessoas físicas anunciam, vendem e compram diversos produtos.

Outro exemplo deste modelo de negócio é o desenvolvimento de serviços por freelancers. Neste modelo, um intermediário permite a troca comercial entre dois ou mais consumidores. Dentro do cenário do comércio eletrônico, C2C é um formato que possibilita a compra e venda de consumidor para consumidor.

Exemplos de Consumer to Consumer: MercadoLivreeBay, sites de leilões, de anúncios gratuitos e os sites que oferecem oportunidades de negociação entre as pessoas comuns, que não são representadas por intermédio de empresas.

Geralmente, o site que disponibiliza esta forma de comercialização eletrônica fica com uma parte da renda arrecadada por meio desta contratação, como uma maneira de custear os serviços fornecidos, e claro, lucrar também.

Business to Employee (B2E)

É o processo de venda realizado quando a empresa vende diretamente para seus funcionários. Ao disponibilizar esta forma de comercialização eletrônica, considera-se que os colaboradores da empresa tenham uma oportunidade ou mesmo um canal de compra a mais para consumir os produtos da própria empresa.

Através do Business to Employee, empresas oferecem bens ou serviços aos seus empregados em um ambiente de intranet. Normalmente, este modelo é utilizado para automatizar processos de trabalho relativos aos trabalhadores.

Como exemplos de Business to Employee, temos a gestão online de apólices de seguros para os trabalhadores, programas de ofertas e recompensas para funcionários, entre outros.

Peer to Peer (P2P)

É um modelo em que as pessoas compartilham arquivos digitais, sem a necessidade do intermediador. Para isso, é necessário que as duas partes tenham instalado um software que permita a busca e a  transferência dos arquivos. Temos como exemplo, o site 4shared.

É importante deixar claro que, neste formato, o retorno financeiro é baixo frequentemente é associado a crimes virtuais e pirataria.

tipos-de-e-commerce-m-commerce

m-Commerce

É um o mobile commerce. Esta é uma definição recente e consiste em estabelecer uma transação comercial com o uso de um dispositivo móvel, ou seja, através de celulares, smartphones, tablets etc.

Segundo a Nielsen Company, a adoção da internet móvel chega a ser oito vezes mais rápida do que a adoção da web nos anos 1990 e início dos 2000. Aliar a conectividade dos smartphones à comodidade de poder fazer compras sem sair de casa vem fazendo com que o m-commerce cresça cada vez mais no Brasil e no mundo. Com o aumento da venda e utilização desses dispositivos, este tipo de formato é uma grande aposta para um futuro próximo.

tipos-de-e-commerce-business

s-Commerce

Este é o social commerce, um modelo que utiliza as redes sociais como forma de atrair e fidelizar os clientes. Nesse caso, o e-commerce usa o principal benefício de uma rede social: o relacionamento entre pessoas. As vantagens são as opiniões positivas sobre produtos, divulgação de promoções etc. Um exemplo do s-Commerce é o site do Ponto Frio.

t-Commerce

É o comércio televisivo. Esta modalidade de comércio eletrônico utiliza a TV Digital como meio para a venda de produtos os telespectadores que podem, a qualquer momento do programa na TV, comprar o produto que está sendo exibido. Essa venda pode ser feita através do cartão de crédito ou do estabelecimento de um contato direto com o vendedor.

Esperamos que este post tenha ajudado você a conhecer um pouco mais sobre os tipos de e-commerce. Se você já utiliza algum desses formatos, compartilhe conosco suas experiências, deixando aqui seu comentário.

E não se esqueça de assinar nossa newsletter para receber informações valiosas para a gestão da sua empresa!

Assine a Newsletter ERPFlex