o-que-e-inadimplencia
Blog

O que é inadimplência e como controlá-la?

Antes mesmo de falarmos sobre o que é inadimplência, precisamos entender um pouco mais sobre suas consequências, para isso, vale ressaltar que especialistas e comerciantes se preocupam quando a taxa de inadimplência aumenta, e isso acontece porque este aumento é um grande sinal de que muitas vendas não serão devidamente pagas.

Para se ter uma ideia do tamanho deste problema, o não pagamento de compras, ou seja, a inadimplência, pode resultar na demissão de funcionários e até no fechamento de diversos negócios, já que sem estes recebimentos, a empresa passa a atuar no seu limite financeiro. Por isso, atualmente, as empresas investem milhões de reais na tentativa de receber o valor de uma venda ou uma dívida, e mesmo assim, não possuem qualquer garantia de êxito.

Segundo o Serasa, existem mais de 60 milhões de inadimplentes no Brasil e o atraso já ultrapassa o valor de R$ 256 bilhões, montante este que poderia garantir aos estabelecimentos a possibilidade de contar com um capital de giro, além de melhorar seus estoques e assim, garantir novas vendas, podendo, inclusive, se consolidar no mercado.

Falamos um pouco sobre os 8 erros de gestão financeira que sua empresa deve evitar neste artigo, onde, aliás, é explicado como planejar as ações e os planos da empresa considerando uma possível taxa de inadimplência.

Agora, nos aprofundaremos mais no que é inadimplência e como fazer com que a sua empresa se adapte à essa realidade e com isso, sobreviva neste cenário de dificuldade. Vamos lá?!

 o-que-e-inadimplencia

O que é inadimplência?

Começando do início…do conceito, falaremos sobre o que é inadimplência, que por definição, trata-se do não pagamento de um encargo financeiro dentro de uma data de vencimento preestabelecida.

Embora pareça claro, muitas pessoas confundem os endividados dos inadimplentes e existe uma enorme diferença entre essas duas categorias. Em poucas palavras, o endividado possui diversos valores que necessitam de pagamento, entretanto, os pagamentos são realizados dentro das datas de vencimento de cada documento. Já o inadimplente, não realiza o pagamento de suas dívidas dentro do prazo estipulado.

Essa diferença é de fundamental entendimento já que o cidadão endividado ainda possui crédito na praça, enquanto o inadimplente não. Afinal, ele pode não ser um bom pagador, ou claro, não possuir condições financeiras para honrar seus compromissos.

o-que-e-inadimplencia

O que é credor?

Se por um lado temos o inadimplente ou devedor, por outro temos o credor. Algumas pessoas pensam que credores são empresas, em geral endinheiradas, e que emprestam dinheiro aos endividados. Bem, existem sim credores deste modelo, mas credor, em seu conceito, é todo aquele a quem se deve dinheiro.

Ou seja, o credor pode ser uma pessoa que emprestou algum dinheiro, uma pequena empresa que vende seu produto em mais de uma prestação, as grandes empresas e assim por diante. Em comum, todos eles possuem o fato de alguém dever a eles alguma quantia financeira.

o-que-e-inadimplencia

Como medir taxa de inadimplência?

Uma vez entendido que a inadimplência existe e que isso não é um problema de um ou de outro tipo de estabelecimento, e sim de TODOS, é preciso aprender a minimizar seu número e tentar, ao máximo, conviver com essa questão.

Para isso, o primeiro passo é saber como medir a taxa de inadimplência da sua empresa para assim, traçar algum tipo de estratégia para curto, médio e longo prazo. Em geral, o cálculo tende a ser simples, mas isso não diminui a atenção que deve ser despendida. Existem empresas que gostam de fazer cálculos gerais, parciais e contencioso, entretanto, apenas com o cálculo geral já é possível compreender o cenário em que a empresa se encontra.

A conta é feita da seguinte forma: o valor dos créditos em atraso, multiplicado por 100 (que equivale à porcentagem) e dividido pelo valor das vendas a prazo.

o-que-e-inadimplencia

Ou seja, para o caso de uma empresa com crédito em atraso de R$ 24.000,00 e vendas a prazo no valor de R$ 100.000,00, a taxa de inadimplência é de 24%.

o-que-e-inadimplencia

Vale ressaltar que para realizar o cálculo da taxa de inadimplência, períodos devem ser preestabelecidos, dessa forma, não existe a possibilidade de incluir algum débito ou crédito no período errado. Geralmente, os períodos estabelecidos são de 30 dias.

o-que-e-inadimplencia

Quais são os benchmarks para o seu setor?

Uma vez analisada a taxa de inadimplência, é possível verificar os benchmarks para o seu setor. Em outras palavras, diversas empresas já passaram ou passam pelo mesmo problema que o seu com a inadimplência, logo, eles provavelmente já tomaram uma ação que resultou em sucesso ou fracasso.

Analise sua concorrência e o que elas costumam fazer para diminuir sua taxa de inadimplência, e ainda, como sobrevivem à falta do dinheiro que não foi recebido. Vale ressaltar que cada empresa possui suas individualidades, ainda que estejam inclusos no mesmo setor. Por isso, ao analisar ações de outras empresas, procure aprimorar e adaptar a ação ao seu modelo de negócio.

o-que-e-inadimplencia

Inadimplência na prática, como reduzir e gerenciar?

Embora indiquemos fortemente que se analise o que a concorrência está fazendo para minimizar os problemas, existem algumas ações básicas que auxiliam na redução e no gerenciamento da inadimplência, e é exatamente sobre isso que falaremos agora.

Antes de mais nada, é preciso ter controle. Nenhuma ação pode ser planejada num ambiente onde os números se confundem, onde não se tem certezas ou muitas concessões são abertas, por isso, a palavra de ordem é CONTROLE.

Com isso em mente, veja a seguir algumas dicas cruciais na busca pela redução e controle da inadimplência:

Faça análise de crédito: este deve ser o ponto de partida para vendas em valores altos, com cobrança de mensalidade, dividido em parcelas e assim por diante. Essa análise permite ao vendedor saber como anda a situação financeira do cliente, se está em débito com alguma outra instituição, se está com o nome negativado junto ao SERASA, se possui protestos e assim por diante. A partir dessas informações, fica a critério do vendedor continuar ou não a negociação e em quais condições.

Valorize os bons pagadores: justamente pelo crescimento da inadimplência, quem honra seus compromissos financeiros pode sim receber um “agrado”. Em geral, descontos e maior flexibilidade são os agrados mais comuns.

Emita Nota Fiscal: além de correr o risco de responder judicialmente por crime, não emitir a Nota Fiscal deixa o vendedor sem nenhum tipo de amparo provido pela lei. Em outras palavras, sem Nota Fiscal não há prova de qualquer negociação e, portanto, não existe qualquer tipo de auxílio da lei.

Faça acordos: é importante entender que muitas vezes o cliente não consegue realizar o pagamento do débito à vista, por isso, os acordos se mostram a tática mais eficiente. Mas atenção, tenha cuidado com as concessões oferecidas nestes acordos, isso pode, na verdade, incentivar a inadimplência.

Tenha um sistema de cobrança eficiente: o setor de cobrança de qualquer empresa deve se apoiar em um sistema realmente eficiente. Isso porque, desta forma, nenhum cliente é “esquecido”, podendo inclusive haver um e-mail de aviso assim que seu boleto vencer até oferecer as informações necessárias para uma renegociação.

Tenha uma gestão financeira impecável: por fim, conforme falamos, controle é fundamental e não à toa estamos repetindo essa afirmação. Possua um sistema de gestão para o seu negócio!

Existem Softwares que facilitam bastante os processos no setor financeiro, isso porque conseguem colocar as mais diversas informações de maneira unificada, simples e em tempo real. Veja algumas das funções disponíveis:

  • Cadastro de Clientes
  • Cadastro de Fornecedores
  • Cadastro de Plano de Contas
  • Cadastro de Produtos
  • Cadastro de Serviços
  • Cadastro de Bancos
  • Criação de Orçamentos
  • Faturamento
  • Emissão de Nota Fiscal Eletrônica
  • Fluxo de Caixa
  • Geração de Boletos de Cobrança
  • Baixas de Títulos a Receber
  • Consulta ao Extrato Bancário
  • Lançamentos de Empréstimos
  • Lançamentos de Investimentos
  • Reconciliação Bancária
  • Consulta ao Balanço e DRE
  • Controle de Estoque
  • Controle de Produção

Bem, esperamos que o conceito de o que é inadimplência tenha ficado um pouco mais claro. Já passou por alguma situação interessante com inadimplência? Então deixe seu comentário aqui e divida conosco suas experiências.

o-que-e-inadimplencia

 

o-que-e-inadimplencia

Post Anterior Próximo Post

Pessoas como você também viram: