O fornecedor de ERP descontinuou sua versão do sistema – o que fazer agora?

Escolher um ERP é uma tarefa que aflige todo empresário, porém há um fator que muitos não levam em conta na hora de fechar uma solução: se haverá uma virada de versão.

Muitas são as opções de software de gestão empresarial, e por isso, a escolha exige atenção para que o sistema seja adequado a regra de negócios da empresa e implantado corretamente. Normalmente, são projetos que exigem um grande investimento em recursos e dedicação.

Inúmeros são os casos de insucesso, seja pela escolha de um fornecedor de baixa qualidade, pela não aderência da solução à necessidade da empresa, ou pela ocorrência de erros na execução da implantação. Independentemente dos elementos, a equação é sempre custosa.

No entanto, pior que uma escolha ruim, é descobrir que seu fornecedor, fará uma virada de versão que irá descontinuar o seu ERP. E ainda pode piorar: depois de um determinado tempo, você ficará sem suporte e sem nenhum apoio da empresa – ou seja, todo o investimento realizado estará perdido.

Preparamos este artigo para ajudá-lo nesse momento, e mostrar que nem tudo está perdido quando há uma virada de versão. Vamos lá!

ERP-fornecedor

 

1 – Por que uma versão ERP é descontinuada?

O mercado de ERP passou por uma consolidação liderada por algumas gigantes. Em meio a esse processo, muitas soluções concorrentes foram compradas. Para o fornecedor, é ruim manter e desenvolver diferentes soluções que são endereçadas ao mesmo mercado e que, consequentemente, acabam competindo entre si. Em médio prazo, ele precisa descontinuar produtos semelhantes.

Outra situação relevante é que, com a evolução das tecnologias, em algum momento torna-se necessário atualizar e refazer um determinado software. Nesse momento, é hora de descontinuar e realizar uma virada de versão.

Em todos os casos, é uma situação desconfortável para a empresa contratante ter que mudar de sistema, passar por uma nova implantação e ainda correr o risco de ver sua operação parar pelo fato de seu sistema não ter mais um suporte profissional.

2 – O que fazer quando há uma virada de versão?

O primeiro passo é avaliar qual será o impacto de não ter mais suporte para a versão de ERP descontinuada. Com a ausência desse suporte, é muito crítico manter o software, seja para restabelecer o sistema, analisar um erro ou falha, ou fazer a integração com algum outro programa.

Se você optar por migrar para outro ERP, precisará diminuir ao máximo o impacto dessa mudança. Para isso, deverá avaliar fornecedores que permitem migrar as informações para o novo ERP, sem que isso lhe cause problemas no futuro. Busque uma solução que seja aderente às necessidades da sua empresa.

O ERP instalado localmente precisa de uma série de atualizações, que muitas vezes, passam por problemas na migração dos dados anteriores, e impactam diretamente a rotina operacional da empresa. Já o sistema ERP em nuvem permite atualizações automáticas, que garantem mais agilidade e segurança.

3 – Use o tempo a seu favor!

Se a mudança for inevitável, use o tempo a seu favor. Não comece a agir somente quando o suporte acabar – as consequências poderão ser mais nocivas nesse caso. Planeje bem a migração e busque áreas menos críticas para iniciá-la.

Você pode começar analisando um período onde a operação da empresa se torna menos intensa, permitindo que dar mais atenção ao projeto. Se souber usar o tempo a seu favor, quando o suporte deixar de ser oferecido, você já terá realizado a migração.

4 – Busque uma nova opção

Pesquisar uma nova solução se torna cada vez mais difícil frente a tantas opções. A primeira decisão consiste em escolher se o sistema ERP será na nuvem ou local. Quer conhecer outros pontos que você deve levar em conta na hora de escolher um novo software de gestão empresarial? Então leia o e-book “10 passos para escolher o ERP certo para o seu negócio“.

Você deve priorizar empresas que demonstram solidez, afinal, não adianta migrar e correr novamente o risco de perder o suporte por conta de uma virada de versão! Analise quanto tempo o produto está no mercado: se for novo, o produto pode ser instável; ser for muito antigo, ele pode ser descontinuado.

Você também deve avaliar qual a melhor relação entre custo e benefício, e a capacidade da solução de se adaptar à necessidade da sua empresa.

ERP-sistema

5 – Migrando dados

Não aceite perder o histórico de seus dados do antigo software de gestão empresarial. Analise muito bem os fornecedores e dê preferência para os que não só permitam migrar seus dados passados para a nova aplicação, como te ajudem neste processo.

O ERPFlex, por exemplo, possui extratores prontos para ler dados dos principais softwares do mercado. Migrar dados vai permitir que você compare e analise seu momento atual com outras fases da sua empresa para ajudar em tomadas de decisão mais assertivas, bem como ter todas as informações acessíveis para uma possível auditoria.

6 – Errar é humano, mas você não precisa insistir no erro!

Se você já errou uma vez – escolhendo fornecedores que não são sérios, produtos obsoletos (ou que ficarão na próxima virada de versão), soluções que dão mais trabalho que resultado – agora é hora de investir em soluções que atenderão as necessidades da sua empresa de maneira definitiva.

Priorize fornecedores de ERP na nuvem! O ERPFlex, por exemplo, além de ser em nuvem, disponibiliza todas as atualizações do sistema e melhorias para os clientes, sem descontinuar versões.

7 – Olhando para o futuro

Sejamos positivos: tudo tem um lado bom. Se seu fornecedor de ERP não quer mais você, chegou a hora de seguir em frente. Olhe os pontos que não estão bons, que você gostaria de melhorar há muito tempo, e aproveite para dar este passo.

Normalmente, buscamos conforto e segurança. Quando uma situação como essa acontece, ela acaba sendo positiva para nos tirar da nossa zona de conforto. Pense: você estaria agora analisando substituir seu ERP se não soubesse que o fornecedor irá descontinuar a versão do seu sistema?

Então, aproveite o limão e faça uma limonada!

Se precisar de ajuda na decisão, fale com um de nossos consultores especialistas e venha conhecer tudo o que o ERPFlex tem a oferecer à sua empresa.

 

Escolha o ERP certo